submarino

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

“Temer, como você conheceu a Marcela?”

A TV Cultura e o Programa Roda Viva fizeram questão de enterrar sua credibilidade no buraco. Michel Temer será o entrevistado da noite. E os jornalistas convidados são todos do agrado da chefia. Na bancada, o ancora Augusto Nunes, estarão presentes Willian Corrêa, diretor do departamento de Jornalismo TV Cultura; João Caminoto, diretor de jornalismo do Estado; Sérgio Dávila, editor executivo do Jornal Folha de S.Paulo, Eliane Cantanhêde, colunista do jornal Estadão e Ricardo Noblat do Globo.
Você pode estar se perguntando, mas eles são do agrado {agregado} de que chefia? E de que forma? De todas as imagináveis.
A começar pelo próprio Temer, que deve estar rindo de orelha a orelha por saber que nenhum dos selecionadas para entrevistá-lo vai ousar sair da linha. Em segundo, a chefia que paga com o dinheiro do contribuinte as contas da TV Cultura. E por último, a chefia que paga as contas dos salários desses jornalistas. Todos são mais a voz do dono do que donos da própria voz. Não devo esquecer que a entrevista foi realizada na casa do entrevistado, Palácio do Alvorado.
Apenas uma pergunta foi suficiente para desmerecer, o que podia ser tida como a melhor entrevista do ano: “Temer, como você conheceu a Marcela?”
Essa pergunta poderia ser feita pelo Leão Lobo, Mara Maravilha, Mama Brusqueta, no Programa Fofocando! ou pela Ana Maria Braga, no seu culinário Mais Você, mas foi feita por Ricardo Noblat. Um jornalista que, em tese, se diz sério, em momento delicado de nossa democracia, pergunta como o presidente conheceu a sua atual esposa.
O cenário reflete o serviço que o programa da TV Cultura parece ter prometido ao presidente ilegitimo e presidente impopular: marketing. Isso porque poucos momentos após a entrevista, Temer agradeceu ao jornalista Wilian Corrêa, também diretor de jornalismo do canal, pelo espaço de “propaganda” cedido.
Pronto, entendemos tudo. O circo estava armado e cercado de aliados que de longe ousariam colocar o entrevistado em uma Roda Viva. A morte do jornalismo ao vivo e a cores.
Então, por mais palavras que existam, nada vai resumir melhor a entrevista de Temer no Roda Viva do que a pergunta de Noblat: como você conheceu a Marcela?
Temos que ter fé, mas infelizmente está cada vez mais difícil.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...