submarino

sábado, 20 de julho de 2013

Thiago Santiago

Na ultima terça-feira o site SBT World noticiou que oficialmente que o autor de novelas Thiago Santiago de desligou do SBT. Ficou decidido que o contrato dele não será renovado, porque a ideia é continuar adaptando textos mexicanos com a equipe da Iris Abravanel.  

Como uma medida de contra-ataque com a saída de Gugu e Ana Paula Padrão, SS trás Santiago para o sua emissora com a função de reestruturar o setor de teledramaturgia.
Considerado um autor polêmico, Thiago foi responsável pela trilogia Mutantes (Record).


No SBT ele foi responsável pela adaptação de Uma Rosa com Amor, novela originalmente escrita por Vicente Sesso. Uma Rosa com Amor trouxe nomes consagrados para a nova novela do SBT, dentre eles podemos citar: Carla Marins, Cláudio Lins, Betty Faria, Isadora Ribeiro, Edney Giovenazzi, Toni Garrido, Clarisse Abujamra,  etc. Na audiência, a novela pode ser considerada um sucesso. Conquistando índices satisfatórios. No dia 15 de abril de 2010 a novela registrou sua maior média até então, 8,3 pontos e picos 10,4. outro item bastante satisfatório foi trilha sonora. contando com nomes e letras:
  •     Oh, Pretty Woman - Roy Orbison
  •     Todo dia é assim - Ivan Lins
  •     Tiro ao Álvaro - Adoniran Barbosa e Elis Regina
  •     "Vai No Bexiga Pra Ver" - Beth Carvalho
  •     Diz Que Fui Por Ai - Fernanda Takai
  •     Todos Amigos Perto De Mim - Toni Garrido
  •     Diga Que Me Ama - Vânia Abreu
  •     Será - Tânia Costa
  •     Saiba - Arnaldo Antunes
  •     Cupido - Claudio Lins
  •     Puro Êxtase - Barão Vermelho
  •     São Paulo - Vega
  •     Chazinho com biscoito - Vander Lee e Regina Souza.

No ano seguinte, Thiago escreve Amor e Revolução. Foi uma obra representativa na história da teledramaturgia do país por ser a primeira telenovela a ter a ditadura militar brasileira como parte central de seu enredo e a exibir um beijo entre duas pessoas do mesmo sexo.
Elenco selecionado por Sérgio Madureira, trouxe Graziella Schmitt, Cláudio Lins, Thaís Pacholek, Gustavo Haddad, Lúcia Veríssimo, Licurgo Spínola, Gisele Tigre, Luciana Vendramini, Patrícia de Sabrit, Reynaldo Gonzaga e Nico Puig interpretam os papéis principais.
A ditadura militar é o "eixo" principal da trama, segundo o autor, mostra a revolução que aconteceu no país entre os anos 60 até o final dos anos 80, envolvendo a moda, a música, a chegada da televisão na vida da família brasileira e vários outros aspectos que mudaram ao longo desses anos, e o título da novela, Amor e Revolução é correspondente ao amor de Maria Paixão e José Guerra, fora o romance das outras personagens.

Em síntese, Thiago Santiago marcou sua passagem pela emissora de SS. Resgatou a credibilidade do setor de teledramaturgia do cana a lançar Uma Rosa com Amor. Com Amor e Revolução, bordou um tema polêmico: o primeiro beijo lésbico na TV Brasileira, interpretado por A cena do beijo gay entre as personagens Marcela (Luciana Vendramini) e Marina (Gisele Tigre). Além disso, foi a primeira novela a abordar os anos de chumbo da Ditadura Militar Brasileira.

Mesmo sabendo do fim do contrato, o autor ainda escreveu uma novela e uma miniserie infantil, respectivamente: O Superpoder do Amor e Ela Tem um Gênio. O enredo da trama foca numa jovem que encontra em plena São Paulo, uma lâmpada mágica e com um gênio. A mocinha será transportada para as mais inusitadas situações, além de viver aventuras como a de Ali Babá e os 40 Ladrões.

Outro projeto que leva o nome do autor é O Superpoder do Amor folhetim que como o nome diz haverá crianças dotadas de poderes mágicos. A produção da história se encontra avançada, já foram escritos 60 capítulos. Apostando mais uma vez em tramas esotéricas após a saga Os Mutantes, Tiago Santiago promete não colocar vampiros, alienígenas e nem mutantes no seu novo trabalho. Seguindo a cara do SBT, os enredos têm chances de emplacar. O público infantil carece muito de “alguém para conversar na TV”. Mas, é preciso ter cuidado com os diálogos. Se não houver naturalidade o caldo desandará.

Enquanto todos apostavam suas fichas numa pessoa, ocorreu o inesperado. Íris Abravanel foi a responsável pelo “up” na Teledramaturgia do SBT.
Agora Thiago com carreira incerta aguarda um convite de retorno a TV Record ou uma oportunidade de volta para Globo como autor titular.
Vamos aguardar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...