submarino

sábado, 13 de julho de 2013

Bode de espionagem

Edward Snowden, ex-técnico da CIA que trabalhou como consultor da Agência Nacional de Inteligência (NSA) dos Estados Unidos, assumiu a responsabilidade pelos recentes vazamentos sobre a espionagem americana.

Desde o começo da semana passada temos visto nos noticiários brasileiros revelações bombásticas de crime de espionagem por parte do governo dos EUA contra latino-americanos. O caso denunciado pelo ex-técnico da CIA Edward Snowden, o responsável pelo vazamento de vasto material sobre espionagem dos Estados Unidos, 
mostra que diversos pais latino americano foram vitimas de espionagem. Além da Venezuela, Colômbia, México, Chile, Equador, Venezuela, Uruguai e Argentina. O Brasil também foi vitima.


"No último dia 7, reportagem do jornal O Globo revelou que a espionagem teria atingido também o Brasil. Segundo a matéria, milhões de telefones e e-mails de cidadãos brasileiros teriam sido monitorados, a partir de uma base de espionagem por satélite em Brasília, que teria funcionado pelo menos até 2002. Os escritórios da Embaixada do Brasil em Washington e da missão brasileira nas Nações Unidas também teriam sido alvos de espionagem."

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br

Em 1998 de Dan Brown no seu primeiro livro Fortaleza Digital, revelou ao mundo um suposto TRANSLTR, um supercomputador localizado na sede da NSA, no departamento de criptografia. O tal TRANSLTR tinha o objetivo era, ou é, (pelas atuais questões), rastrear mensagens em todo o mundo e descriptografá-las, ato que faz em uma média de 6 minutos para formatos de criptografia conhecidos.

Se você estar em busca de mais informações sobre o TRANSLTR e o livro Fortaleza Digital, segue abaixo o titulo do post onde fizemos uma resenha do livro.

Sem Obras de Arte...Sem sociedade secretas...Sem Religião...Sem Cristianismo...Fortaleza Digital nos revela os segredos da NSA. 
 Abaixo segue um texto extraído do site mundobit onde se afirma a existencia de um supercompuatdor capaz de armazenar os dados obtidos na espionagem . O post ainda afirma que o governo brasileiro sabia desse interesse dos americanos. Veja o texto:


O Brasil já sabia do esquema de espionagem dos EUA desde 2001. As informações foram divulgadas em uma matéria da Folha de S. Paulo desta quinta (11).

Em 2001, o então ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, o general Alberto Cardoso, disse em um depoimento ao Congresso que os EUA desenvolveram um projeto chamado “Echelon”, controlado pela agência de segurança NSA para interceptar comunicações por email, voz e fax. Os americanos trabalharam em parceria com a Grã-Bretanha, Irlanda, Canadá e Alemanha, segundo apuração do gabinete. Rússia, Itália e França também participaram, em menor grau.
Em 2008, já no Governo Lula, o diretor do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento para Segurança das Informações (Cepesc) deu um depoimento ao Congresso e disse que esse programa “Echelon” interceptava todas as comunicações do país e que também existia em outros continentes, como o “Echelon europeu”. Haveria ainda um supercomputador para armazenar esses dados. 

 Fonte: http://blogs.ne10.uol.com.br/mundobit


Opinião

Não adianta ficarmos impressionados com os atuais revelações relacionadas as atitudes dos americanos. Se tivéssemos lido o livro de Dan Brown já saberíamos que há muito já existia um computador capaz de interceptar mensagens de internautas de todo o mundo.
O que devemos fazer agora é, assim como aconteceu no livro Fortaleza Digital, unirmos nossas forças e ir as ruas, condenar de vez por todas essa falta de privacidade.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...